segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Viajantes: Carará.



"Os estúpidos cararás apareciam agora mais frequentemente; era o sinal, de que o tempo da seca já estava terminando. Este mergulhão é a mais sonolenta das aves da selva tropical. Logo que termina a sua rica refeição, que consiste exclusivamente de peixes, ele se assenta no mais alto galho de uma árvore ribeirinha e, com o pescoço encolhido, reassume seu mal interrompido sono. Se ele for espantado de repente, ele deixa-se cair na água e mergulha. Graças a formação característica de seu bico, ele pode ficar até uns 10 minutos debaixo d´água e nadar para frente e assim escapa frequentemente do seu perseguidor". Theodor Koch-Grunberg (1872-1924). Dois anos entre os indígenas: viagens ao noroeste do Brasil. 2005, p. 249.
 
 
 
 

Carará -Mergulhões - Gaivotas - Trinta-réis - Arirambas.
 Álbum de aves amazônicas. Desenho de Ernst Lhose (1873-1867).
 

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário