terça-feira, 8 de outubro de 2013

Lendas e Curiosidades: Furo Aturiá e a volta da Vira-Saia. Estado do Pará - Brasil


"[...]. E outro distintivo curioso, de fundo sociológico, ilustra o espírito regional cheio de visões fantásticas de crédulas narrativas de duendes, que se avivam e se estimulam no ermo terrível daquelas paragens misteriosamente recobertas da selva mais densa e pujante do vale. A natureza, ali, em tudo contribui para a crendice.
É no furo Aturiá, um dos mais soturnos e solitários do complicado labirinto. Há uma volta chamada Vira-Saia onde a gente local costuma dedicar as divindades autóctones todo o sortimento de roupas e trapos jogados na vegetação ribeirinha. A estranha oferenda secular tem sua história contada através de gerações: uma canoa subia o furo nos primitivos tempos da conquista, e ao dobrar a volta da Vira-Saia surgiu pela proa, em ronda sinistra, centenas de botos, fungando e ameaçando a pequena embarcação, que ficou paralisada, sem poder prosseguir a derrota ou retroceder. Um coro de vozes se fez ouvir, entoado por jovens desnudas e provocantes que afloravam das águas. As lindas iaras pediam roupas para cobrir a sua nudez, e tão logo as peças eram jogadas pelos caboclos atemorizados as estonteantes visões desapareceram e a canoa pode continuar a viagem". Leandro Tocantins (1928-2004). O rio comanda a vida: uma interpretação da Amazônia. 1961, p. 32.
 
 
 
 
Iara
 Gastão de Bettencourt. A Amazônia no fabulário e na arte. 1946.

Nenhum comentário:

Postar um comentário