quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Pica-pau


"Ali estive inteiramente ocupado na procura de espécimes de passarinhos, aproveitando para familiarizar-me mais a fundo com seus hábitos. Os mais numerosos, tanto em espécies quanto em indivíduos, eram os pica-paus. Já tive ocasião de referir-me ao seu curioso trinado em escala descendente, mas não ao fato de que cada um desses pássaros possui uma pequena peculiaridade em seu canto que o distingue entre os demais. Os pica-paus escondem-se geralmente nas moitas mais compactas e impenetráveis, as quais é impossível enxerga-los. [...].
Esses pássaros tem penas longas, sedosas e soltas, elegantemente raiadas ou pintalgadas de preto e branco. Ficam constantemente dando pulinhos por entre as moitas e tufos, à cata de qualquer inseto que por ali passe". Alfred Russel Wallace. Viagens pelos rios Amazonas e Negro. 1979, p. 63.



Desenho de Ernst Lohse (1873-1930)
Álbum de Aves Amazônicas de Emílio A. Goeldi . 1900-1906.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário