segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Vocabulário amazônico: Igapó


IGAPÓ -  Floresta alagada. Charco onde vegeta a mata aquática. Lagos de água escura e transparente recoberto de selva. Em geral não se vê um raio de sol no igapó. Tudo por cima é galho e folhagem. A abóboda é verde. Os grandes troncos de árvores mergulham na linfa cristalina, porém negra. (Raimundo Morais (1872-1941). O meu dicionário de cousas da Amazônia. 2013). 

ETIMOLOGIASegundo  o Dr. Jacques Huber "o termo Igapó significa: mata cheia de água. [...]. Com o nome de Igapó, o indígena designa antes uma mata onde a água fica estagnada ou retida durante muito tempo, isto é, os trechos da mata com drenagem insuficiente. [...]".

LITERATURA: "As árvores do Igapó recrutam-se em parte da mata geral das várzeas e neste caso  elas ficam mais baixas e ramificadas em altura menor; mas em geral a composição da mata muda completamente, desde que chegamos num igapó. [...].
Os cipós são relativamente raros no igapó, e as plantas trepadeiras por meio de raízes são apenas representadas por uma cactácea, bastante frequente nos rios Purús e Juruá, o notável Cereus wittii Schum., e um ou outro Philodendron. Em compensação as epífitas são muito bem representadas no igapó, achando nas árvores bastante distantes entre si a luz suficiente ao seu desenvolvimento e ao mesmo tempo a umidade necessária. [...]". Jacques Huber (1867-1914) . Mattas e madeiras amazônicas. Boletim do Museu Goeldi (Museu Paraense) de Historia Natural e Ethnographia, Belém, t. 6, p. 113-115, 1910.
 
 
Igapó
 D. C. Sanches de Frias
Uma viagem ao Amazonas. Lisboa: Typ.  de Mattos Moreira & Cardoso. 1883.


Nenhum comentário:

Postar um comentário