terça-feira, 16 de setembro de 2014

Belém do Grão Pará: Avenida Independência


"Belém é, dentre quase todas as cidades do Brasil, a que mais favoráveis condições reúne para possuir formosas avenidas. Plana de terreno, a nossa capital conta em volta de si, entre o limite do perímetro urbano e os subúrbios, uma zona muito bonita, trilhada de longas, retas e amplas vias públicas. São as antigas estradas, hoje denominadas avenidas, por disposição da Lei no. 261, de 16 de junho de 1900 e as inúmeras travessas perpendiculares que as cortam. [...].
A Avenida Independência atravessa da praça Justo Chermont, antigo largo de Nazareth, à praça Floriano Peixoto (S. Braz) e por ela se faz a comunicação da cidade para o Marco da Légua. Tem de comprimento de 1.248 metros, variando a sua largura de 22 a 27 metros.
Pela Resolução número 37, de 21 de setembro de 1898, o poder legislativo autorizou o Intendente Antônio José de Lemos alargar esta avenida com um acréscimo de 7 metros, apenas para o lado direito, após as necessárias desapropriações". Antônio José de Lemos (1843-1913). O Município de Belém: relatório apresentado ao Conselho Municipal de Belém na sessão de 15 de novembro de 1902. Belém: Typographia de Alfredo Augusto Silva, 1902. p. 168.
 
 
 
Av. Independência (Belém-PA).
Aquarela de Georges Wambach (1901-1965)


Nenhum comentário:

Postar um comentário