segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Viajantes: Uma árvore colossal!


"Martius e Spix ficaram deslumbrados diante de uma árvore colossal, por eles encontrada em uma floresta de terra firme, segundo ele nos conta na notícia dada sob o título "Arbores ante Christum natum enatae, in silva juxta fluvium Amazonum", nas "Tabulae Physionomicae Explicatae" (Flora brasiliensis, v. 1, pars I).
As 11 pessoas que compunham a caravana, de mãos dadas, não puderam abraçar essa árvore gigantesca; a sua circunferência era de 25 metros. [...]. Diz Martius que essa árvore lhe deu a impressão de um rochedo que se elevasse verticalmente.
Duas outras árvores semelhantes em majestade, porém um pouco menos grossas, achavam-se próximas e formavam, com a primeira, um quadro de uma grandiosidade sem igual." Álvaro Astolpho da Silveira. Narrativas e memórias. v. 1  p. 17-18. 1924.
 
 
C. Fr. von Martius (1794-1868)
Physiognomicae in Flora Brasiliensis. 1850.


Nenhum comentário:

Postar um comentário