segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Belém do Grão-Pará: A Estrada de São José!


"[...]. As grandes praças, outrora verdadeiros lodaçais, tinham sido drenadas, capinadas e plantadas com fileiras de amendoeiras e casuarinas, transformando-se em belos ornamentos para a cidade, ao invés de constituírem um triste espetáculo para os olhos, como ocorria no passado. Minha avenida predileta, a Estrada das Mongubeiras, tinha sido reformada e ligada a várias outras magníficas avenidas orladas de árvores que em poucos anos tinham crescido o suficiente para proporcionarem uma agradável sombra; uma delas, denominada Estrada de São José, tinha sido toda plantada de coqueiros. Sessenta veículos para transporte coletivo, além de cabriolés (muitos deles fabricados no Pará) enchiam agora as ruas, contribuindo para aumentar a animação das bonitas praças, ruas e avenidas". Henry Walter Bates (1825-1892). Um naturalista no rio Amazonas. 1979, p. 296.
 

 
Praça São José, à entrada da Av. 16 de novembro (antiga Estrada de São José) em 1901.
O Município de Belém: relatório de 1906 apresentado ao Conselho Municipal de Belém pelo Intendente Antônio José de Lemos.





Praça São José, à entrada da Av. 16 de Novembro (antiga Estrada de São José) em 1906.
O Município de Belém: relatório de 1906 apresentado ao Conselho Municipal de Belém pelo Intendente Antônio José de Lemos.
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário