segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Begônias lindamente floridas


"À entrada da selva passamos junto da grande espécime de Copaifera, que tivera a parte inferior do tronco perfurada a fim de obter-se o bálsamo que segrega. Durante milhas nossa rota correu paralela a um pequeno regato, em cuja margem se seguiam altas árvores, entre as quais observa uma espécie de Laurus e outra de Pleroma, ambas floridas.
A mata baixa consistia de grande variedade de arbustos Melastomáceas, Mirtáceas, Rubiáceas e espécies frutescentes de Begônia. Em outros locais multiplicavam-se elegantes fetos arborescentes com as hastes por vezes cobertas de delicadas espécies da mesa família. Bonitos fetos herbáceos e begônias lindamente floridas eram pisadas a cada passo. Os troncos das grandes árvores cobriam-se de Bromélias, Tillandsias, Orquídeas, fetos e uma espécie de begônia trepadeira. De vez em quando, via-se vultoso Cactus truncatus a pender do tronco de uma grande árvore, coberto de centenas de belas flores. Ao passar sobre uma colina de cerca de quinhentos pés de altura no vale que cortávamos, encontrei seu topo literalmente coberto de várias orquídeas; mas, com exceção da pequenina e linda Sophronites grandiflora, então em flor, já todas haviam sido vistas em lugares menos altos.
Foi aí também que pela primeira vez encontrei a Luxemburgia ciliosa, belo arbusto que produz grandes corimbos de flores cor de limão, pertencentes à família da violeta. Nesta mesma colina observei duas espécies de bambus diferentes das grandes espécies da floresta lá embaixo. Um deles tinha os entrenós bem mais curtos em proporção ao tamanho da planta e era em tudo muito menor. A outra espécie, menor ainda, tinha um caule de não mais de meia polegada de diâmetro, mas continuando desta dimensão até uma altura de quinze ou vinte pés. Romper caminho através deles foi a parte mais penosa da jornada do dia". George Gardner (1812-1849). Viagem ao interior do Brasil. 1975, p. 43-44.


Begônia.
Curtis´  Botanical Magazine. 1892.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário