sábado, 25 de abril de 2015

Plantas mágicas


"As plantas gozam entre os índios do Amazonas de virtudes feiticeiras: o cumacá, por exemplo, é o fetiche da liberdade. Imagine-se que algum deles cai prisioneiro, acreditam neste caso que as raízes pulverizadas do fetiche sopradas sobre as cordas que ligam o guerreiro, transportado à tribo inimiga, afrouxam os laços, proporcionando-lhe à fuga e a liberdade.
O tajá ou tinhorão (Caladium bicolor) planta herbácea das aroideas também conhecida com os nomes de papagaio e pé de bezerro, é o fetiche da pescaria. O caboclo vê nas suas largas folhas orvalhadas do relento os dentes de pérola de uma boca misteriosa que beija com o sussurro das auras a face calma do rio. E os peixes como por encanto acodem presa voluntária do feliz pescador. [...]. C. Teschauer (1851-1930). Avifauna e flora nos costumes, superstições e lendas brasileiras e americanas. 3. ed. 1925, p. 211.
 
 
Caladium bicolor.  D'Orbigny's Dictionary of Natural History, 1849.


Nenhum comentário:

Postar um comentário