quarta-feira, 1 de abril de 2015

As inúmeras palmeiras das florestas alagadiças


"A seringueira já hoje se planta como também às margens do Tocantins. Porém os tipos mais característicos destas florestas alagadiças são as inúmeras palmeiras de todas as espécies e formas desde a delgada e volúvel Jacitara até o Miriti (é variante provincial do nome Buriti), cujo tronco direito como uma coluna de 20 a 30 metros, sustenta uma imensa copa umbeliforme, e sua digna emula, a soberba Maximiliana regia.
Menos elevados, porém mais compactos, salientam-se os Ubuçus e Jupatis, pelas colossais dimensões da folhagem. Espécies de Astrocaryum, cujo tronco é todo guarnecido de espinhos pretos, alternam com grupos de elegantes Euterpes, Açaís e Bacabas de folhagem penada e pendente. [...]." Dr. Paulo Ehrenreich (1855-1914). A segunda expedição alemã ao rio Xingu. Revista do Museu Paulista, t. 16, 1929, p. 283.
 
 
Astrocaryum spp. Rio Yatapu, primeira cachoeira.
J. Barbosa Rodrigues. Sertum Palmarum, 1989.


Nenhum comentário:

Postar um comentário