quinta-feira, 28 de julho de 2016

As manhãs e as noites do Pará



"As manhãs e as noites do Pará são de indescritível beleza. À noite tudo é calma e sossego; apenas de raro em raro se percebe o tímido sussurrar de uma brisa perfumada, e é preciso que se tenha muito viva a imaginação, para que se conceba algo de mais belo que o plenilúnio, em todo o seu esplendor. A luz prateada do luar empresta à folhagem escura e exuberante da vegetação um brilho peculiar que não se consegue traduzir em palavras enquanto que lá em cima palmeiras sem conta, balançando suas folhas esguias, dão maior encanto e mistério ao ambiente". Daniel P. Kidder (1815-1891). Reminiscências de viagens e permanência no Brasil (Províncias do Norte) 1951. p. 188.
 
 
 
C. Fr. von Martius (1794-1868)
 Historia Naturalis Palmarum - 1823-1850

 
 
 
 
 
 
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário