domingo, 13 de setembro de 2015

Um gracioso "Tesoura"


"Desprezemos porém toda essa miuçalha de animais que aí cantam, palram, saltitam, esvoaçam, picam e martelam, e atravessemos o teso. Avistamos novamente o campo mas, já agora, apresenta-nos a paisagem com novo aspecto, marchetada de moitas e árvores retorcidas. Do cimo das mais altas carobeiras faz o seu mirante um gracioso tiranídeo (Milvulus), o "tesoura" de compridíssima cauda; em certas épocas eles ali andam aos bandos, e não se cansa a gente de contemplar o alegre brinquedo e a ginástica magistral do voejar destas criaturinhas gentis." Emílio A. Goeldi (1859-1917). Maravilhas da natureza na Ilha do Marajó (Rio Amazonas). Boletim do Museu Paraense de Historia Natural e Ethnographia, Belém, t. 3, n. 1-4, p. 383, 1900-1902.
 
 
Tesoura-Bentevís-Maria-é-dia-Bentevis miúdos.
Álbum de Aves Amazônicas de Emílio A. Goeldi (1859-1917). 1900- 1906.
Ilustração de Ernst Lohse (1873-1930).


Nenhum comentário:

Postar um comentário