quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Lendas e Curiosidades: A voz das aves!


"Na Amazônia, o grande despertador do trabalho, da festa, da reza, o aparelho em suma que anuncia o nascer do sol e o cair da noite, é a voz das aves. O canto dos pássaros, melhor que outro qualquer sinal da natureza, guia o homem, deita-o e levanta-o da rede, chama-o para os movimentos adstintos à vida livre e quase mômade que o atrai na planície imensa. [...].
Existem sem dúvida outras vozes na planície tal a dos sapos, lembrando tambores, remar de canoas, roncos de feras; tal a das cigarras, cujo macho canta e a fêmea estridula; tal a do grilo, a das abelhas, a das onças; nenhuma porém como a voz das aves, precisa e oportuna na trasladação dos astros, no encher e no vazar da maré, no embravecer ou amansar dos ventos.
A Maria-já-é-dia, por exemplo, é quem assinala, do fundo escuro da noite, as primeiras tintas da aurora. E nem o galo é tão minucioso quanto ela, que só canta depois de ver, no seio misterioso do céu, um rasgão de claridade. Seu grito, de ritmo igual ao do próprio nome, tem alguma coisa de sentinela que espia o carro do sol. [...]". Raimundo Morais (1872-1941). O Homem do Pacoval. s.d. p. 245-246.
 
 
Tesoura-Ben-te-vis-Maria-é-dia-Bentevis-miúdos.
Ilustração de Ernst Lohse.
Álbum de Aves Amazônicas. 1900-1906.


Nenhum comentário:

Postar um comentário