quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Viajantes: Cajueiro



"[...]. Entre as árvores que então estavam em flor, a mais abundante era o cajueiro (Anacardium occidentale, L.). Destacava-se entre eles um velho espécime, de casca nodosa e galhos que tocavam o chão de todos os lados, com folhas recentes, de uma delicada coloração pardo-avermelhada, e numerosos frutos amarelos ou rubros (melhor dizendo, seus pedicelos dilatados), parecidos com peras, cada qual tendo embaixo dele uma castanha em forma de rim (que é o fruto propriamente dito). Tratava-se de um exemplar arbóreo bem pitoresco, apesar de seu tamanho modesto". Richard Spruce (1817-1893). Notas de um botânico na Amazônia. 2006, p. 77.
 
 
 
 
Desenho de  Mark Catesby
Sec. XVIII


Nenhum comentário:

Postar um comentário