quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Viajantes: Palmeiras Açaí e Miriti nos Furos de Breves - PA.


"Ao longo dos furos de Breves existem aqui e acolá porções de terrenos semelhantes aos de Breves, mas, em geral, as margens do rio são inundadas em cada maré cheia, e as casas espalhadas são construídas em cima de postes, que as elevam acima d´água. Os canais são estreitos, excessivamente profundos e cheios de água lodosa. Em verdade, tanto faz na maré cheia como na vazante, estão sempre entumescidos como se estivessem com uma enchente. - E como é rica a vegetação que os cerca!- Encontra-se aqui trechos de mangues com sua linda e verde folhagem, com suas raízes principais arqueadas, com as pendentes radículas aéreas terminadas em tripeça e, com suas sementes em forma de charutos; acolá o canal é bordado de ambos os lados por paredes de verdura, as pontas dos ramos roçam na superfície d´água na maré cheia e param as lindas balsas de ervas e do mururé de folha larga com suas flores azuis; e mais adiante por muitos quilômetros temos em frente as majestosas Miritis, com suas soberbas palmas em forma de leque, com suas folhas mortas, amarelas e pendentes e sustentando seus pesados cachos de frutos escamosos. Aqui e ali os graciosos e delgados pés de palmeiras Açaí erguem aos raios do sol as delicadas e verdes frondes, que balançam-se, semelhantes franjas, entre as largas folhas da Miriti. [...]". Charles. F. Hartt (1840-1878). A região de Breves. Boletim do Museu Paraense de Historia Natural e Ethnographia, Belém, v. 2, n. 1-4, 1897-1898, p. 174-175.
 
 
 
 
Palmeiras Miriti e Açaí
Ilustração de Eron Teixeira
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário