domingo, 5 de janeiro de 2014

Viajantes: Árvore notável no bairro da Graça (Bahia).

 
 
"Passeamos antes do almoço através de uma paisagem tão bela que aspirávamos por um poeta ou um pintor a cada passo. Às vezes entrávamos pela floresta selvagem e densa, através dos vãos cheios de arbustos, em seguida surgíamos em claros campos, com coqueiros esparsos, entre os quais se viam casas de campo, granjas e plantações. De cada elevação via-se a baía, o mar, ou o lago, completando o panorama. Aqui e ali a imensa gameleira surgia como uma torre, adornada, além de suas próprias folhas, com inúmeras parasitas, desde o rijo cactos até a tilandsia; a presença constante de uma torre de igreja ou de mosteiro suaviza e enobrece as feições da terra". Maria Graham (1785-1842). Diário de uma viagem ao Brasil 1956, p. 147.
 
 
Árvore do bairro da Graça (Bahia) notável pelos parasitas.
Desenho de Maria Graham de 1821. Diário de uma viagem ao Brasil. 1956.


Nenhum comentário:

Postar um comentário