quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Viajantes: Palmeira Miriti.



"Quando se passa por essas ilhas no esplendor da manhã, só se pode sonhar com palmeiras, e falar duma espécie delas. Até onde a vista alcança - e atinge muitas milhas até as ilhas mais próximas, as mais distantes e o continente - até onde se avista a olhos nus ou armados, tudo parece imensurável palmeiral, construído como um templo, de uma só espécie de palmeira.
Tronco apertado contra tronco, em admirável uniformidade de altura e espessura, não cedendo espaço em parte alguma a uma árvore menor, a Mauritia flexuosa - palmeira miriti, ressalta às margens do Pará e do Tocantins". Robert Avé-Lallemant (1812-1884). Viagem pelo Norte do Brasil no ano de 1859. 1961, v. 2, p. 31.
 
 
 
Palmeiras buriti (miriti)
 Desenho de Taunay. Expedição Langsdorff ao Brasil (1821-1829).


Nenhum comentário:

Postar um comentário