sábado, 7 de junho de 2014

Viajantes: As altas palmeiras!



"[...]. Veredas estreitas levavam a toda parte dentro da mata cerrada. Bastam alguns passos, para se encontrarem as habitações dos índios, diante das quais os calmos e modestos habitantes saúdam amistosamente e mostram, contentes, suas pequenas plantações, se é que se quer chamar plantação onde não se pode descobrir nem uma insignificante clareira. Aí vicejam as cabaceiras com seus frutos redondos, cujas cascas, depois de esvaziadas, na maioria das vezes constituem os únicos utensílios domésticos; aí crescem as laranjeiras concorrendo com as escuras mangueiras, e as altas palmeiras que fornecem aos tapuias, pelo menos, a metade da grande massa de alimento que consomem, grande parte mesmo do necessário à vida. [...]". Robert Avé-Lallemant (1812-1884). No rio Amazonas (1859). 1980, p. 40.
 
 
 
Oenocarpus batua
 J. Barbosa Rodrigues. Sertum Palmarum Brasiliensium, 1903.


Nenhum comentário:

Postar um comentário