domingo, 12 de fevereiro de 2017

Diversidade de aves

 
"Horas a fio, nossa canoa deslizou lentamente sob as árvores dessa floresta, em que a vida animal rivalizava com a vegetal em variedade e riqueza. O número e a diversidade das aves me enchiam de espanto. O conjunto das ervas espessas e dos juncos, nas duas margens, se mostrava coalhado de aves aquáticas. Uma das mais comuns era uma pernalta pequena de cor acastanhada - o jaçanã (Parra) - cujos longos dedos, em desproporção com o volume do corpo, permitem correr sobre a superfície da vegetação ribeirinha como sobre um terreno sólido. Estamos em janeiro, é para ela a época dos amores; a cada bater de remo n´água, fazemos voar os casais amedrontados, cujos ninhos chatos, inteiramente abertos, contém em geral cinco ovos cor de carne com ziguezagues castanho-escuro. Os outros pernaltas eram uma garça cor de neve, outro pardo-acizentada, algumas espécies menores, e uma grande cegonha branca. As garças cinzentas andavam sempre aos pares; as brancas andavam sozinhas, solitárias à beira d´água ou meio escondidas no capim.[...]. Entre as pequenas espécies, observei ainda tanagras de brilhantes cores e uma espécie que se assemelha aos canários; havia também lavandeiras, pardais de penas brancas e pretas e de cauda caída, japis como são aqui chamados, cujos ninhos pendem em forma de sacos, e o bem-te-vi tão comum. Os colibris, cuja ideia se associa, em nosso espírito da vegetação tropical, eram muito raros só vi alguns pouco deles. Os tordos e as rolas eram mais numerosos. Notei também a presença de quatro espécies de pica-paus, depois muitos papagaios; estes últimos levantando voo em quantidade incontável diante de nossa canoa, voavam em bandos cerrados por cima de nossas cabeças e cobriam todos os demais ruídos com o barulho do seu grasnar". Luiz Agassiz (1807-1873) e Elizabeth Cary  Agassiz (1822-1907). Viagem ao Brasil - 1865-1866. 2000. p. 348-349.
 
 
 
  Álbum de Aves Amazônicas de Emílio A. Goeldi (1859-1917). 1900-1906.
Ilustração de Ernst Lohse (1873-1930)



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário