domingo, 24 de maio de 2015

Os coloridíssimos pássaros tropicais



"Quadrúpedes não vimos sequer um, e pássaros, só uns poucos. Mas eles não estavam de todo ausentes, pois pudemos ouvir seus cantos. A esse respeito, gostaríamos de contestar a generalizada crença de que os pássaros dos trópicos têm uma pobreza canora proporcional ao esplendor de sua plumagem. De fato, muitos dos coloridíssimos pássaros tropicais pertencem à famílias ou grupos que não cantam, entretanto do mesmo modo que nossos pássaros de cores mais vivas, como o pintassilgo e o canário não são os menos musicais, também nos trópicos o mesmo ocorre com alguns dos seus pássaros mais vistosos. Escutamos alguns gorjeios semelhantes aos do melro e do pintarrão. Um canto constituído de três ou quatro notas doces e melancólicas atraiu particularmente nossa atenção. Alguns dos pios poderiam ser confundidos com palavras pelos espíritos mais sonhadores, quebrando a silenciosa monotonia da selva e produzindo assim um agradável efeito". Alfred Russel Wallace (1823-1913). Viagens pelos rios Amazonas e Negro. 1979, p. 31.
 
 
 
 
Uirapurus -Rendeiras- Saís.
Álbum de aves amazônicas. Ilustração de Ernst Lohse. (1873-1930)


Nenhum comentário:

Postar um comentário