segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Viajantes: Uma bela tarde de junho!


"Num caniçal de cecrópias - a expressão é apropriada, embora seus troncos ocos tenham muitas vezes mais dum pé de diâmetro - ventilado e ensolarado, os periquitos fazem a sua gritaria, sem ser perturbados, como o nosso pardal dos juncais; bandos inteiros ralham, voando dum lado para outro, até que a aproximação do vapor os faz, primeiro calarem-se por um momento, e depois voarem assustados com estridente gritaria. A bela tarde do dia 25 de junho alegrara-os especialmente; víamos e ouvíamos como gralhavam por toda parte, enquanto papagaios maiores, particularmente os de cabeça amarela e um de cabeça azul, procuravam as regiões mais altas. As grandes araras subiam mais, porque gostam também de voar muito alto. Não me podia fartar de ver essas esplêndidas aves, quando em pares isolados, sobrevoavam a floresta ou o portentoso rio, cintilando aos raios do sol da tarde". Robert Avé-Lallemant (1812-1884). No rio Amazonas (1859). 1980, p. 92.
 
 
 
Periquitos.
Desenho de Ernst Lohse (1873-1930)
Álbum de Aves Amazônicas de Emílio A. Goeldi (1859-1917)


Nenhum comentário:

Postar um comentário