domingo, 25 de maio de 2014

Viajantes: Os canoeiros de rios encachoeirados.


"[...]. Canoeiros! Ei-los no hábil manejar dos remos sobre as ubás ou canoas, ao atracar ou desatracar das margens; aproveitando, conforme as circunstâncias, a correnteza, ou o  remanso; marcando as horas da viagem, de acordo com a observação da maré, muitas vezes para evitar a surpresa da pororoca; escolhendo o canal de navegação: contornando baixios e desviando de troncos de árvores submersos ou flutuantes.
Contudo, isso é banal, nem tudo é planície...
Quando se torna necessário remontar ou descer os rios encachoeirados, que vêm das fronteiras ao norte do Brasil, então surge o herói, evocando a epopeia das bandeiras e monções.
Cada cachoeira, cada rápido ou canal rochoso é um obstáculo a vencer, revestido das suas peculiaridades, que se  transmutam de aspecto, algumas vezes, em poucas horas.
Audácia, decisão rápida, precisão e iniciativa sem vacilações, ante qualquer imprevisto, são os requisitos básicos aos canoeiros de tais empresas. [...]." João de Melo Morais. Canoeiros de rios encachoeirados. In:  IBGE. Tipos e aspectos do Brasil. 1966. p. 13.
 
 
Canoeiros.
Desenho de Percy Lau (1903-1972).
 IBGE. Tipos e aspectos do Brasil. 1966.


Nenhum comentário:

Postar um comentário